Netuno recomenda: Sombras da Noite de Tim Burton

Publicado 23 de junho de 2012 por Poema Querubin

Não é porque o Johnny Depp está solteiro tá? Na verdade o meu apreço pelo senhor Tim Burton vem desde  “Edward Mãos de Tesoura” da Sessão da Tarde. Fazer o quê se no pacote do virginiano Burton vem sempre o geminiano Johnny no meio (ok, a Helena Boham Carter eu dispenso, exceto no Clube da Luta que não é do Tim).

Elenco do filme “Sombras da Noite” de Tim Burton

Eu não sabia muita coisa a respeito dessa estreia, apenas que se tratava de um vampiro do século XVIII que era enterrado “vivo” e acordava séculos depois em meados dos anos 70. Detalhes de elenco, trilha sonora e afins ainda me era um mistério. E isso foi ótimo! Minha feição de surpresa e alegria ao saber que “a” Alice Cooper ia participar do baile organizado pelo vampirão interpretado por Johnny Depp foi impagável. Inclusive peço desculpas aos coleguinhas que assistiam comigo, mas não cantar “No more Mr. Nice Guy” em voz alta foi praticamente  impossível para mim. Prometo da próxima vez não me empolgar (tanto).

O longa num geral (geral porque não sou e nem pretendo aqui fazer crítica de cinema ok?) está envolto numa atmosfera muy hermanos signo de água: Escorpião, Peixes e Câncer. Escorpião por conta das sombras, obsessão, paixão, sedução, morte, dinheiro, sexo (né não Barnabas vampirinho pegador?) e renascimento, motivos pelos quais o personagem de Depp foi transformado num vampiro. Peixes é todo aquele lance da fantasia – vampiro, bruxa e até mesmo lobisomem – a questão do amor idealizado e não realizado, do sacrifício pelo outro, que inclusive acontece no mar. E Câncer pela relação da família protagonista de “Sombras da Noite”, a família Collins e o seu lar, o castelo Collinwood: a tradição, orgulho e honra da família do vampirão Barnabas Collins.

Johnny Depp como o vampiro Barnabas Collins em umas das cenas engraçadas de “Sombras da Noite” de Tim Burton

Destaque para as divertidíssimas cenas em que o vampiro de dois séculos atrás tenta se adaptar às “modernidades” dos anos 70 e solta pérolas do tipo o “M” do McDonald’s ser o símbolo de Mefistóteles (Satã). Ou quando ele vai pedir dicas de como cortejar uma dama de “quadris férteis” (imagem acima) e acha que os Carpenters são carpinteiros de fato. Ainda assisto o filme mais vezes para decorar essas frases e usar como piada interna!

Astrologicamente analisando ou não, “Sombras da Noite” é aquele tipo de filme que te traz aquela sensação de não se saber se passaram minutos ou horas dentro da sala de cinema. E o que é Netuno se não a oportunidade de nos desligarmos da nossa realidade e passarmos nem que seja duas horas imersos em uma outra realidade, envoltos em fantasia, sombras e inspirações? E isso, o novo filme de Tim Burton faz com louvor. Netuno, o senhor de todas as artes, recomenda.

Inspire-se também!

About these ads

4 comentários em “Netuno recomenda: Sombras da Noite de Tim Burton

  • Deixe uma resposta

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    Seguir

    Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

    Junte-se a 1.612 outros seguidores

    %d blogueiros gostam disto: