Inspirações Astrais

Precisamos falar sobre Saturno

go site Saturno chegou em Capricórnio e ficará lá até 2020, abaixo texto escrito por mim sobre este importante ciclo astrológico

http://thelakotaculturalexchangeprogram.org/category/guests Saturno é o último planeta do sistema considerado pela Astrologia Tradicional, por ser o último planeta do sistema solar visível no céu ao olho nu, portanto, representa o limite, o fim e o tempo.

where to buy provigil in south africa Por sua distância em relação ao Sol – o astro que torna possível a vida – Saturno é de natureza fria e seca. Não à toa é o regente dos signos que por onde o Sol faz seu trânsito quando a natureza está em sua fase de grande resistência e austeridade: o rigoroso Inverno de Capricórnio e Aquário.
Depois que vim morar no país do
Frozen, entendi na pele porque é Saturno que rege esta época do ano: o Inverno te força a trabalhar, se preparar, fortalecer a estrutura da casa, pois sem um alicerce, sistema de aquecimento e telhados preparados, ter roupas apropriadas, carro equipado…sair mais cedo para trabalhar porque tem que tirar a neve acumulada da porta de casa, esperar o carro esquentar, enquanto tira os pedaços de gelo do vidro…sem falar na falta de luz solar, 3 da tarde é noite, e assim por diante.

Tá Poema, e o Saturno com isso?

Saturno demorar mais ou menos 29 anos para completar sua volta pelo Zodíaco e fica mais ou menos 2 anos e meio em cada signo.
Hoje ele ingressou Capricórnio, onde ele ficará até 2020.

A última vez que Saturno esteve em Capricórnio foi entre 1988-1991, aquela fase super de boa quando houve a dissolução da União Soviética, o Brasil promulgou sua Constituição e se tornou uma “democracia”, o primeiro Bush foi eleito e foi causar no Oriente Médio, Nelson Mandela foi libertado da prisão e eleito presidente, a homossexualidade deixou de ser definida como doença no manual da OMS, só para citar alguns acontecimentos… Com o retorno de Saturno ao mesmo signo onde ele estava quando estes marcos da História aconteceram, portanto, podemos também esperar um importante ciclo de reestruturação das bases e instituições políticas, econômicas, sociais e culturais ao redor do mundo.
E assim como num Inverno rigoroso, não vai ter sombra e água fresca para ninguém: é hora de arregaçar as mangas e trabalhar, que o Muro de Berlim não caiu sozinho em 1989 e governo golpista em 2018 também não.

OK, então este ciclo Saturno em Capricórnio será sobre reestruturação da porra toda, e nóis fica como?

Lembra que eu falei na Parte 1 que Saturno tem a ver com Capricórnio que tem a ver com Inverno que tem a ver com resistência?
Então, esta reestruturação não vai ser moleza assim e de uma hora para outra.
Porque né quem está no poder vai resistir e quem não está pode facilmente viver a limitação saturnina, e deixar como está por medo de piorar.

E aí geral coloca todas as fichas naquele concurso público que nunca vai sair do papel ao invés de viver o sonho e praticar sua verdadeira vocação. E aí geral adia mais uma vez o curso porque tem medo de ser demitida e não ter grana para bancar. E aí geral continua infeliz no emprego que está porque sabe se sair vai ser difícil encontrar outro melhor.
Enquanto a base do que sustenta este sistema corrói e está prestes a desabar.

Ai, Poema! Que tenso, faz como então?

Faz, apenas faz.
Chega de reclamação, agora é hora da ação.
No mundo real mesmo, com os pés bem no chão mesmo.
A cama que você não arruma, o lixo que você não separa, a carne em excesso que você come, o sexo desprotegido que você faz, a moda estética que você apoia, os artistas que você cultua, o machismo que você pratica, o abuso/violência/preconceito que você não denúncia, a conta que você não paga, o produto que você compra e não consome, o filho sem planejar que você faz, o político que você elege, a religião que você acredita, a moral e ética que você pratica…sim, cê tem responsabilidade nisso tudo aí sim, amiga.

Pronto, está aí uma palavra saturnina para este próximo: responsabilidade.

Se responsabiliza, meu amor, se responsabiliza.
Não é o governo, não é oposição, não é o diabo, não é Deus, não é o karma, não é Saturno.
É você e como você resolve viver esta sua vida real e finita.

Saturno em Capricórnio, seja bem vindo!
A humanidade está mesmo precisando de você.

22mar2017

Me julguem, mas eu estava ontem assistindo aquele programa da Netflix The Ultimate Beastmaster, onde rola uma competição entre os atletas de 5 países pra ver quem é o mais ágil/forte e ultrapassa as provas, que são praticamente impossíveis para seres humanos normais. Na última prova eles precisam escalar um paredão enorme, quem atingir o topo primeiro vence.

Os competidores têm diferentes habilidades, uns vêm das artes marciais, outros de circo, ginastas, crossfit, parkour, etc. Mas sabe quem sempre vence o desafio final? Os alpinistas, pois costumam ser levinhos, ter muito equilíbrio, paciência, estratégia, concentração, agilidade e uma resistência descomunal. A força deles não está apenas em músculos gigantes e acrobacias, a força deles está na capacidade de resistência para conseguir esperar o tempo certo de agir.

Hmmm…e Saturno em Capricórnio com isso?

É essa prova final do programa, este paredão enorme, onde só os resistentes conseguirão chegar ao topo.
Durante este período de Saturno em Capricórnio, além das questões macro apresentadas nas Parte 1 e 2, em algum aspecto de nossas vidas, teremos uma prova destas, no melhor estilo Ultimate Saturno Master precisaremos ter o foco, disciplina e resistência para nos tornarmos mestres.

Se você nasceu entre 1988-1991 (bate aqui!) e tem Saturno em Capricórnio no seu Mapa Astral, significa que, a partir de hoje e até quando Saturno chegar em Aquário, você viverá seu Retorno de Saturno.
Ou seja, hora de amadurecer, assumir as responsabilidades tudo e parar de enrolação.

É um emprego melhor? Fazer o mestrado? Comprar a casa própria? Ter filhos? Montar o próprio negócio? Casar? Se separar? Mudar de país?
Seja lá o que for o seu objetivo, tenho certeza que nesses tempos de Saturno em Capricórnio, o paredão para alcançá-los está aí e certeza que não será fácil, mas não será impossível.
A boa notícia é que este paredão é real, assim como a força para poder escalá-lo.
Ou seja,
#partiu escalada!

Texto e ilustração por Poema Querubin Suhanko

 

  • Raisa de Paula

    Espero conseguir escalar meu paredão. Adoro seus posts Poema e suas inspirações. Beijos